Resgate da história da aviação agrícola marca 76 anos do setor no Brasil

Série de reportagens faz um passeio pela atividade desde a primeira operação no mundo até chegar aos dias atuais

Publicado em: 19/08/23, 
às 09:00
, por IBRAVAG

COMPARTILHE:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Pinterest
[esi INSERT_ELEMENTOR id="1794" cache="private" ttl="0"]

Há exatos 76 anos em Pelotas, no Rio Grande do Sul, ocorreu a primeira operação aeroagrícola no Brasil, dando início à atividade que viria a se tornar uma importante ferramenta para garantir a produtividade e a sustentabilidade da agricultura brasileira. Além disso, é protagonista na proteção de lavouras e biomas atuando no combate a incêndios em vegetação. Para mostrar a evolução do setor, que nasceu em 19 de agosto de 1947, o jornalista Castor Becker Júnior, assessor de imprensa do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), preparou uma série especial.

PIONEIROS: Clóvis Gularte Candiota, piloto do primeiro voo aeroagrícola e patrono da aviação agrícola brasileira, a bordo do Muniz M-9…

Becker Júnior faz um passeio pela história do setor em cinco textos, o último publicado hoje. Os capítulos abordam desde o surgimento da aviação agrícola no mundo, em 3 de agosto de 1921, perto da cidade de Dayton, em Ohio, nos Estados Unidos, passando por pragas combatidas, o primeiro voo agrícola brasileiro até os dias de hoje. Também destaca os personagens que fizeram a atividade decolar. 

Para ler a série completa clique AQUI

… e o engenheiro agrônomo Leôncio de Andrade Fontelles, que operou o pulverizador feito por um funileiro local e aclopado à aeronave

O texto do jornalista faz um resgate dos fatos que culminaram no primeiro voo agrícola, tendo como comandante o piloto Clóvis Gularte Candiota, patrono da aviação agrícola brasileira, e coordenação de combate a gafanhotos a cargo do engenheiro agrônomo Leôncio de Andrade Fontelles, que atuava no Ministério da Agricultura. A missão ocorreu a bordo de um biplano Muniz M-9, de fabricação nacional, com o sistema de pulverização acoplado à aeronave desenvolvido com base em imagens de publicações estrangeiras e encomendado de um funileiro local. A execução foi apoiada pelo Aeroclube de Pelotas.

COMPARTILHE:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Pinterest

Este website utiliza cookies para fornecer a melhor experiência aos seus visitantes.